Cansei de monitorar meus estudos nas planilhas e tomei um atitude

Resumo da ópera (TL;DR): criei o estugram.app para fugir das limitações de outros apps de estudo.

História completa:

Fala pessoal, vou contar aqui pra vocês um pouco da minha jornada de estudos até aqui. Em 2013 fiz minha primeira prova de concurso, incentivado por minha mãe. Até então eu só estudava para as provas da faculdade mesmo (fazia sistemas de informação na época). Nunca havia pensado antes na carreira pública, muito menos em virar “concurseiro”. Meu objetivo de vida naquele momento era me formar, trabalhar em uma empresa descolada e ganhar o suficiente para me sustentar por conta própria.

Resolvi dar uma chance e fui lá fazer minha primeira prova. Era um concurso da Caixa econômica para nível médio. Lembro de não ter estudado praticamente nada, apenas algumas aulas de conhecimentos bancários no youtube, a “matéria mais importante”, pensei eu, deveria ser suficiente para gabaritar a prova e ser aprovado em primeiro lugar… qual não foi minha surpresa que levei uma merecida surra da banca (Cespe) que me deixou desnorteado e sem saber o que tinha me atingido.

Nesse mesmo ano tinha uma prova para o Banco do Brasil, desta vez pela FCC. Decidi então que deveria me dedicar mais aos estudos e resolvi comprar uma daquelas apostilas que vendem na banca de jornal. Dessa vez me dediquei pra valer: li toda a apostila, fiz resumos, confeccionei flashcards, memorizei todos os órgãos do SFN e suas funções. Li algumas vezes os regulamentos internos do banco. Além disso, assisti todas as vídeo aulas gratuitas que encontrava para esse concurso no youtube. Lembro de ter visto uma revisão de véspera com os “20 bizus para prova do BB” ou algo assim no dia antes.

Saí da prova arrasado. Parecia que nada tinha valido a pena. Achei a prova fácil. As pessoas que realmente se dedicaram ao concurso por meses a fio devem ter gabaritado e a nota de corte deveria ficar nas alturas e uma vez mais eu ficaria de fora, não sairia nem na foto da lista dos aprovados. A banca era a FCC. Tinha sido minha primeira prova com ela, e provavelmente a última já que essa vida não era pra mim.

Quando saiu o resultado, resolvi olhar o tamanho do meu fracasso. Quando para minha total surpresa tinha ficado em terceiro lugar na minha região. Quase não acreditei quando vi. Pensei até que tinha algum erro de digitação ou coisa assim. Será que era pegadinha da banca? haha, mas não era. Meu desempenho em conhecimentos específicos tinha sido suficiente para me colocar no top 3 do grupo da minha cidade. Como fiquei sabendo depois, eu tinha achado a prova fácil demais, mas esse sentimento não era tão unânime assim… pra minha sorte.

Eventualmente fui chamado para tomar posse, não sem muita ansiedade e expectativas.

Alguns anos depois já trabalhando como bancário, em meio a cenários de cortes de gente, de salários, fechamentos de agências e ameaças de privatização, resolvi voltar a estudar para os concursos. Dessa vez de forma séria, para entrar em uma carreira de estado que me desse uma real estabilidade e com um salário que me permitisse conquistar outros sonhos maiores.

Decidi então estudar para o concurso do Bacen, isso por meados de 2018. O mais engraçado foi que eu realmente achava que um concurso para o banco central seria certo no curto prazo (não saiu até hoje, risos). Não demorou para que eu percebesse que deveria largar a área bancária e sair da minha zona de conforto se eu quisesse mesmo ser aprovado em um ótimo concurso (15k+).

Depois de um tempo pesquisando carreiras, conheci a área fiscal, que fez meus olhos brilharem. Decidi que iria estudar para o concurso da Receita Federal, como todo mundo que escolhe estudar para área fiscal, naturalmente. Risos e mais risos. Demorou quase um ano, mas em fim meu foco mudou para os fiscos estaduais. Foi bem na época que saíram os concursos de Santa Catarina e Goiás. Após alguns meses de estudo, decidi encarar essas provas, mesmo não sendo recomendado por ninguém mais experiente, afinal, havia pouco tempo que eu estudava para a área e esses concursos costumam ser impiedosos com novatos. Não deu outra: levei chumbo em ambas. Mesmo tendo estudado tudo que não tinha estudado antes na vida, risos.

Após algumas pausas que a vida exigiu de mim, como mudanças de cidade e de cargos no trabalho, decidi voltar a estudar focado no fim de 2020. Sempre tinha usado o aprovado na web. E eu gostava muito dele (até hoje gosto, sou muito grato por tanto que me ajudou.). O problema é que eu comecei a fazer algumas planilhas em paralelo para controlar minhas resoluções de questões, já que a versão web não tem controle de questões. Na verdade não existe (que eu saiba) nenhum app de acompanhamento web que tenha controle de questões.

Meu fluxo de estudo tem sido o seguinte:

  • Estudo a teoria no PDF do professor. Resolvo as questões do PDF e anoto o resultado numa panilha de excel.
  • Em seguida, resolvo algumas questões no TEC. Lá não há necessidade de controlar, pois ele guarda tudo. Mesmo assim, para o meu próprio controle, eu guardava o resultado na mesma planilha. Assim eu sabia quantas questões tinha resolvido daquele assunto e qual era o meu desempenho, consolidando as questões do PDF e do TEC.
  • Depois de seguir na teoria + questões de outros capítulos do PDF, volto para revisar os capítulos anteriores e resolver as questões que errei ou que tive mais dúvidas.

O resultado é que de uma planilha simples com as matérias do meu ciclo de estudos, agora eu tinha:

  • Histórico de estudo no aprovado
  • Planilha com o histórico do assunto estudado + questões certas/erradas
  • Outra aba na planilha para consolidar as questões por matéria (uma gambiarra sem tamanho para poder controlar certinho quais questões eram de cada matéria, se errasse o nome certinho da matéria na hora de registrar o período de estudo, a gambiarra já não funcionava haha)
  • Outra aba só para guardar as questões que errei + as que tinha dúvida
  • Um caderno no Notion para cadastrar os assuntos que faltavam estudar, pra ter uma visão geral do que ainda faltava

Não preciso dizer o tanto de tempo que isso me custava e me custou, para montar, dar manutenção, adaptar, corrigir, controlar… enfim. Se eu apenas pudesse acompanhar minhas questãozinhas em um lugar só que não fosse nas planilhas, pra mim resolveria tudo. Eu até vi que alguns apps para celular (que eu passo longe, pois não posso estudar com o celular perto que me distrai muito) porém todos pagos ($) e vc sabem bem como é a vida do concurseiro, não é mesmo?

Depois de tanto sofrer com planilhas, tomei vergonha na cara e resolvei usar meus conhecimentos para criar uma ferramenta para meu próprio uso: assim nasceu o estudograma. Que acabou virando estugram

Aproveitei as folgas do fim de semana e criei esse sistema que vai me ajudar muito no meu próprio estudo. Aproveitei que minha esposa estuda para OAB e a coloquei como cobaia (risos) bem como alguns amigos e familiares. E agora estou compartilhando ela com vocês, na esperança de, quem sabe, seja útil para alguém.

Se por acaso alguém resolver usar, me avise como está sendo a experiência, a ideia é não trazer muitas funcionalidades, até mesmo para não sair do foco que é controlar meu desempenho de estudo em cada matéria e em cada assunto. Mas todas as sugestões de eventuais melhorias e/ou correções de bugs serão sempre bem vindos.

É isso pessoal. Obrigado por lerem esse livro. E aproveitem, que o estugram é totalmente gratuito (sempre será).

1 curtida

Oi Klucas! Sua ideia do estugram é perfeita. Basta saber adaptar a ferramenta ao estilo pessoal de estudar e pronto, não tem desculpite e tempo perdido. Só não sei se vou conseguir me concentrar com o relojão correndo na minha frente - costumo usar o timer do celular para contar intervalos de 1h de estudo. Tenho TDAH (Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade), o que só me atrapalha no quesito concentração e atenção. No entanto, achei o programa genial, simples e direto. Vou usar agora e te dou retorno assim que tiver algum comentário que seja útil. Obrigado por este empreendimento. Espero que muitos se beneficiem com o estugram! Abraços

1 curtida

Haha te entendo, no meu caso, eu preciso tirar o celular de perto, senão fico picotando o estudo e o trabalho, pois tenho muito vício em ficar olhando zap/instagram/tuiter toda hora.

Bons estudos!

Ótima ideia, amigo. Vou tentar usar aqui. Como faço pra obter um relatório do desempenho por assunto? Só vi o desempenho pela matéria como um todo. Valeu!

Vinicius, em breve estará disponível o relatório de cada matéria pra poder ver o desempenho em cada assunto. Enquanto isso vc pode ir no histórico e filtrar por matéria, que vai te ajudar a ter uma ideia.

Olá @Vinicius_Bortoletto. Está disponível o relatório detalhado da matéria, onde vc acompanha o desempenho em cada assunto dela. Ao acessar o relatório de estudos, basta clicar no nome da matéria para acessar seu relatório detalhado.

Olá colegas concurseiros, o aplicativo é bem similar o que eu uso no IOS, se chama Aprovado.